Project Description

Convulsão Febril

CONVULSÃO é um episódio de movimentos involuntários, intensos ou sutis, repetitivos, de início súbito, e que podem ser causados por diferentes fatores. Em algumas crianças, o surgimento da febre provoca uma alteração momentânea cerebral que provoca a crise convulsiva. Essas são as CONVULSÕES FEBRIS.

Em geral os episódios apresentam duração de poucos segundos a minutos, porém de aparência angustiante para o observador: a criança perde a consciência, apresenta em geral desvio dos olhos para cima, postura de rigidez do corpo e movimentos clônicos dos membros, semelhantes a um tremor grosseiro, seguidos de um período de sonolência.

A criança acometida, entretanto, não se lembra do ocorrido. A causa está ligada a alterações cerebrais momentâneas provocadas pela síndrome febril, mas em algumas crianças pode ser a primeira crise de origem epiléptica.

A avaliação neurológica, mesmo que após a resolução do episódio, é importante para descartar alterações cerebrais, algumas vezes através de exames complementares – em geral os mesmos utilizados na investigação de epilepsia.

A prevenção e o tratamento de novos episódios compreendem o tratamento medicamentoso da febre e outras medidas antipiréticas; em alguns casos de recorrência frequente, medicações que controlam crises convulsivas podem ser necessárias. Este último tratamento é que deve ser avaliado pelo Neuropediatra.

Procure orientação especializada e não pratique a automedicação.
Marque uma consulta com o Dr. Carlos Alberto Parreira Goulart:
tel. (41) 3343-8225 | 3343-8203 | whatsapp (41) 99976-9610